INSS: Sem Concurso, órgão pode paralisar as atividades em 2019

INSS: Sem Concurso, órgão pode paralisar as atividades em 2019

Sem o novo Concurso e a convocação de excedentes de Concurso do ano de 2015, o Instituto Nacional do Seguro Social pode paralisar o trabalho das agências no ano de 2019. Conforme as estatísticas da autarquia, dos 33.500 funcionários, uma média de 55% já estão aptos a aposentadoria, sendo que muitos desses já disseram que irão fazer isso em 2019. A ausência vigente é de 16.548 servidores.

A nota técnica da autarquia, enviada ao Ministério do Planejamento, faz a comprovação desse risco, com foco nas funções disponíveis do Seguro Social. Dos 20.633 técnicos do seguro social, 10.635 estão aptos a aposentadorias a qualquer instância.

Na situação de analistas, dos 5.391 funcionários, 921 têm condições de se aposentar. Para peritos médicos, o cenário não é diferente. No geral, estão ausentes 1.717. Somente nos três meses deste ano, 43 se ausentaram no INSS. O Concurso de 2011 recompôs 800 oportunidades, porém 1.719 servidores saíram de 2012 a 2018. 

As novas saídas seriam fatais para atender nas agências da Previdência, já que a ausência vigente de 16mil funcionários permaneceria ainda maior.

Frente ao cenário que vivencia o INSS e da postura do governo federal, que não prevê a concessão de aval de contratos ao Instituto, a Fenasps faz a organização de uma paralisação em todo o Brasil.


O Ministério do Planejamento já revelou, em encontro com sindicalistas, que o Concurso INSS é prioridade de 2018. Contudo, a pasta não publica uma previsão deste aval. Ao passo que nada ocorre, a escassez de pessoal no INSS só cresce, gerando prejuízos ao atendimento de segurados. 

O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, e o presidente do INSS, Edison Aguiar, já trouxeram manifestações de apoio a novos contatos no INSS. Titular da pasta ao qual o INSS tem vínculo, Beltrame revelou, em encontro com sindicalistas, que "faz o possível" para solucionar os problemas na gestão do INSS. Porém, de acordo com ele, a solução não é dependente somente dele, mas do governo.

Em consideração a um novo concurso e excedentes de 2015, o INSS solicita 10.468 oportunidades, sendo 6.034 de técnico, 2.222 de analistas e 2.212 de peritos. Para o novo Concurso INSS são requisitadas 7.888 oportunidades, sendo 3.984 para técnicos, de ensino médio,1.692 para analistas, para quem tem graduação em áreas ainda não reveladas, e 2.212 para peritos, para aqueles com formação em Medicina. Os vencimentos são de R$5.186,79 para técnico, R$7.659,87 para analista e R$12.683,79 no caso do perito.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mesmo com remoção, INSS aguarda posição do Planejamento

16 Jul 2018

O INSS divulgou na semana passada, dia 11, o edital do concurso de remoção interna dos seus servidores. Essa seleção é realizada para que o Instituto Nacional do Seguro Social reorganize o seu quadro de pessoal.

Ir para notícia

Edital Concurso PRF 2018: Pedido no Planejamento registra 35 movimentações nesta semana! Até R$10mil

14 Jul 2018

O pedido de concurso público da Polícia Rodoviária Federal (Concurso PRF 2018), analisado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), registrou nesta semana, de 10 ao dia 14 de julho, nada menos que 35 avanços.

Ir para notícia

Edital do Concurso MPF: projeto de lei cria 842 vagas para nível médio e superior!

14 Jul 2018

Está em trâmite na Câmara dos Deputados o projeto de lei de nº 6006/2016, que prevê a criação de 842 vagas a serem preenchidas no Ministério Público Federal (MPF) através de concurso público.

Ir para notícia

Após quase um mês concurso PRF volta a tramitar no Planejamento

11 Jul 2018

O pedido do concurso PRF voltou a ter movimentações no Ministério do Planejamento. Na ultima terça-feira, 10, foram registrados nove avanços em diversas unidades, como gabinete e secretaria de Gestão de Pessoas.

Ir para notícia

Fique por Dentro

Receba em primeira mão informações do mundo dos concursos.