Só concurso pode salvar o INSS de um colapso total

Instituto quer abrir 7.88 vagas em três cargos dos níveis médio e superior.

Por: Wellerson Leal

A situação do Institudo Nacional do Seguro Social (INSS) é cada vez pior, a situação das agências de atendimento em todo o país esta entrando em colapso uma vez que o número de servidores vem diminuindo gradativamente. Os segurados do sistema enfrentam longas demoras no atendimento nos postos, apesar de isso só ocorrer por meio de agendamento, e na concessão dos benefícios.

O INSS vem trabalhando há algum tempo para realizar o novo concurso, mas essa reivindicação tem sido negligenciada pelo governo desde 2015.

O instituto quer abrir vagas em três cargos dos níveis médio e superior. No pedido da autarquia, são 7.888 vagas, sendo que só para o cargo de técnico, que exige o nível médio e tem remuneração inicial de R$ 5.186,79 mensais, são 3.984 vagas. O pedido também inclui a abertura de 1.692 vagas de analista (nível superior; R$7.659,87) e 2.212 de perito (superior em Medicina; R$12.638,79).

Em todas as carreiras as contratações ocorrem pelo regime estatutário. Essa demora, inclusive, pode ser levada como um ponto a favor, porque os candidatos acabam tendo um tempo maior para fazer uma preparação adequada.

O Grécia Cursos oferece uma preparação campeã, situado no município de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, o Grécia Cursos está há mais de 20 anos no mercado. a equipe Grécia mantem um índice de aprovação superior a sua concorrência, sendo assim o curso que mais aprova na Região Central do Estado.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quebrando a Banca - PF e PRF

24 Jun 2019

Quebrando a Banca. Curso baseado nas Polícias Federal e Rodoviária Federal.

Ir para notícia

SAIU EDITAL - Concurso Polícia Militar de Santa Catarina

24 Jun 2019

Concurso para Polícia Militar de Santa Catarina.

Ir para notícia

Presidente Jair Bolsonaro fala sobre PF e PRF. Veja:

22 Jun 2019

Presidente Bolsonaro fala sobre concursos da PF e PRF possivelmente ainda em 2019.

Ir para notícia

Tribunal Regional Federal - 4° Região

19 Jun 2019

TRF-4. Ainda dá tempo!

Ir para notícia