CONCURSO PRF 2018: ESTÁ PREVISTO CARGO DE AGENTE ADMINISTRATIVO COMO REQUISITO NÍVEL MÉDIO. CONFIRA!

CONCURSO PRF 2018: ESTÁ PREVISTO CARGO DE AGENTE ADMINISTRATIVO COMO REQUISITO NÍVEL MÉDIO

 

O Diretor-Geral da PRF, Renato Dias, apresentou ao Ministro Extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, e a toda sua assessoria direta, a estrutura, projetos e necessidades prioritárias da instituição, bem como o norte que deseja alcançar. Dentre vários temas cobrados pelo chefe da corporação, estava a necessidade de novos agentes administrativos para PRF.

“É um momento único e histórico de oportunidades para a segurança pública no Brasil. Estamos motivados e com disposição renovada para avançar e romper paradigmas, transpondo assim diversos gargalos que há muitos anos tem dificultado a superação desta crise que vivenciamos de forma macro na segurança pública e, também, de forma pontual na PRF: efetivo insuficiente, falta de servidores administrativos, falta de equipamentos de ponta tal como viaturas blindadas ou com cápsula de proteção e suporte operacional aéreo adequado, legislação da persecução criminal anacrônica, dentre outras”, disse Dias.

O Diretor-geral se mostrou confiante com a criação do novo Ministério. “Com o advento do Ministério Extraordinário da Segurança Pública e, principalmente, pela escolha do nome do senhor Raul Jungmann como titular do novo ministério, estamos convictos de que o MESP chegou para ficar. Este momento histórico é o prenúncio de medidas estruturantes e impactantes que terão tramitação acelerada tornando-se um legado em pouco tempo. Para nós, da Direção-Geral da PRF, é uma honra fazer parte da primeira equipe do MESP e vivenciarmos esta fase de pioneirismo estruturante. A PRF tem feito entregas extraordinárias à sociedade, cumprindo com excelência a sua missão mesmo em meio à tantas dificuldades. Não tenho dúvidas de que potencializaremos – e muito – os resultados com essas medidas de estruturação institucional. Ministro o senhor chegou no primeiro dia já anunciando conquistas. Vamos em frente. Grandes coisas acontecerão, pois a mão de Deus está sobre todos nós”, frisou Dias.

PRF quer 1.500 vagas administrativas

A intenção do Departamento da PRF é que, além das quase três mil vagas para o cargo de Policia, sejam criados também outros 1.500 cargos para a área administrativa. Além disso, há um estudo para o pedido de abertura de mais cargos para policial – e não somente as 500 vagas autorizadas -, o que poderia aumentar consideravelmente o efetivo da Polícia Rodoviária Federal.

Sucesso da Operação – Égide

Um dos grandes responsáveis por esse possível aumento é a Operação Égide. “Devido o êxito dessa operação, recebi elogios de todas partes, sejam de entidades e, até mesmo da cúpula do Congresso Nacional. E o argumento que tenho é: se com o que temos hoje nós apresentamos bons números, com um efetivo maior poderemos dobrar ou triplicar esses resultados”.

 

Necessidade de concurso PRF 2018

Durante a conversa com os representantes, o presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), Deolindo Carniel, fez questão de lembrar da situação dos postos, pedindo um alento para tal setor. “O fechamento de postos é algo que nos preocupa. A pesquisa apresentada aos parlamentares no Café no dia 21 de fevereiro, mostra que a crítica é referente aos postos. Lamento imensamente o fechamento de vários deles, já que é um serviço à sociedade. Peço encarecidamente uma atenção a isso”, pontuou.

Como resposta, Renato Dias destacou que, se depender da Direção Geral, não haverá fechamento de postos, mas muitas das coisas também dependem das superintendências. Como argumento da abertura de concurso, Renato destacou: “Se não houver uma recomposição dos quase três mil cargos vagos e a expectativa de quase dois mil aposentados, 124 postos poderão ser fechados. Isso pode servir de argumento para os concursos”, finalizou.

 

Para Carniel, o sistema sindical vem travando uma luta política pelo aumento do efetivo já há bastante tempo e afirmou: “seguiremos nessa luta, unindo forças com a administração da PRF para a realização desta pauta conjunta, que é um desejo de toda a sociedade brasileira”.

O Concurso PRF 2018 – Nível Médio

O cargo de Agente Administrativo tem requisito de diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível médio (antigo segundo grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC. A remuneração inicial do cargo chega a R$ 4.270,77, valor que já inclui o salário de R$ 3.812,77 e vale-alimentação de R$ 458. O último concurso nível médio da PRF foi realizado em 2014, sob organização da FUNCAB. Na ocasião, o certame contou com 216 vagas.

 

A expectativa é que os inscritos no novo concurso da PRF – Agente Administrativo sejam avaliados por prova objetiva eliminatória e classificatória, constituída de questões de múltipla escolha das matérias de Língua Portuguesa, Ética e Conduta Pública, Raciocínio Lógico, Nocões de Direito Constitucional e Administrativo, Noções de Arquivologia e Informática e Legislação Relativa à PRF. Além disso, os aprovados na prova objetiva serão avaliados por INVESTIGAÇÃO SOCIAL, etapa de caráter eliminatório.

Cada questão contou com 5 (cinco) alternativas, sendo apenas uma correta. A quantidade de questões, conforme o último concurso, ficou da seguinte maneira:

Atribuições –  O Agente Administrativo deverá executar atividades administrativas, de nível intermediário, relativas às competências legais da Polícia Rodoviária Federal, por meio da prestação de apoio técnico administrativo à área finalística da Instituição. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

Vagas do último Concurso PRF Nível Médio

O último concurso ofereceu 216 vagas. Veja como ficou a distribuição das vagas no últimoconcurso da Concurso PRF Nível Médio.

GO – 06 vagas gerais + 01 PcD
MT – 08 vagas gerais + 01 PcD
MS – 14 vagas gerais + 01 PcD
MG – 16 vagas gerais + 01 PcD
RJ – 01 vaga geral
SP – 09 vagas gerais + 01 PcD
PR – 17 vagas gerais + 01 PcD
SC – 17 vagas gerais + 02 PcD
RS – 23 vagas gerais + 02 PcD
BA – 17 vagas gerais + 01 PcD
PE – 11 vagas gerais + 01 PcD
ES – 03 vagas gerais
AL – 03 vagas gerais
PB – 04 vagas gerais
RN – 03 vagas gerais
CE – 03 vagas gerais
PI – 09 vagas gerais + 01 PcD
MA – 04 vagas gerais + 01 PcD
PA – 05 vagas gerais + 01 PcD
SE – 04 vagas gerais
RO/AC – 03 vagas gerais
DF/SEDE – 07 vagas gerais + 01 PcD
TO – 04 vagas gerais
AM – 03 vagas gerais
AP – 03 vagas gerais
RR – 03 vagas gerais

 

*PcD – Pessoas com Deficiência

As pessoas com deficiência, terão direito a 5% das vagas oferecidas, de acordo com a distribuição de vagas constantes no edital de concurso da PRF (Agente Administrativo).

Conteúdo Programático Concurso PRF Nível Médio

LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Compreensão e interpretação de textos. 2. Tipologia textual. 3. Ortografia oficial. 4. Acentuação gráfica. 5. Emprego das classes de palavras. 6. Emprego do sinal indicativo de crase. 7. Sintaxe da oração e do período. 8. Pontuação. 9. Concordâncias nominal e verbal. 10. Regências nominal e verbal. 11. Significação das palavras. 12. Redação de correspondências oficiais: Manual de Redação da Presidência da República.

ÉTICA E CONDUTA PÚBLICA: 1. Ética e moral. 2. Ética, princípios e valores. 3. Ética e democracia: exercício da cidadania. 4. Ética e função pública. 5. Ética no Setor Público. 5.1. Decreto nº 1.171/1994 (Código de Ética Profissional do Serviço Público) e Decreto nº 6.029/2007 (Institui Sistema de Gestão da Ética do Poder Executivo Federal). 5.2. Lei nº 8.112/1990 e alterações – regime disciplinar: deveres e proibições, acumulação de cargos, responsabilidades, penalidades. 5.3. Lei nº 8.429/1992: disposições gerais, atos de improbidade administrativa.

RACIOCÍNIO LÓGICO: 1. Estruturas lógicas. 2. Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões. 3. Lógica sentencial (ou proposicional). 3.1. Proposições simples e compostas. 3.2. Tabelas verdade. 3.3. Equivalências. 3.4. Leis de De Morgan. 3.5. Diagramas lógicos. 4. Lógica de primeira ordem. 5. Princípios de contagem e probabilidade. 6. Operações com conjuntos. 7. Raciocínio lógico envolvendo problemas aritméticos, geométricos e matriciais.

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL: 1. Constituição. 1.1. Conceito, classificações, princípios fundamentais. 2. Direitos e garantias fundamentais. 2.1. Direitos e deveres individuais e coletivos, direitos sociais, nacionalidade, cidadania, direitos políticos, partidos políticos. 3. Organização político-administrativa. 3.1. União, estados, Distrito Federal, municípios e territórios. 4. Administração pública. 4.1. Disposições gerais, servidores públicos. 5. Poder Legislativo. 5.1. Congresso nacional, câmara dos deputados, senado federal, deputados e senadores. 6. Poder Executivo. 6.1. Atribuições do Presidente da República e dos ministros de Estado. 7. Poder Judiciário. 7.1. Disposições gerais. 7.2. Órgãos do Poder Judiciário. 7.2.1. Competências. 7.3. Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 7.3.1. Composição e competências. 8. Funções essenciais à justiça. 8.1. Ministério público, advocacia e defensoria públicas.

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO: 1. Ato administrativo: conceito, requisitos, atributos, classificação, espécies e invalidação. 1.1. Anulação e revogação. 1.2. Prescrição. 2. Controle da administração pública: controle administrativo, controle legislativo e controle judiciário. 3. Agentes administrativos: investidura e exercício da função pública. 3.1. Direitos e deveres dos servidores públicos. 3.2. Processo administrativo: conceito, princípios, fases e modalidades. 4. Poderes da administração: vinculado, discricionário, hierárquico, disciplinar e regulamentar. 5. Princípios básicos da administração. 5.1. Responsabilidade objetiva da administração. 5.2. Improbidade administrativa. 6. Serviços públicos: conceito, classificação, regulamentação, formas e competência de prestação. 7. Administração direta e indireta, centralizada e descentralizada. 8. Lei nº 8.112/1990 e alterações. 9. Lei nº 8.666/1993, arts. 1º a 6º, 20 a 26, e 54 a 80, e suas alterações. 10. Lei nº 9.784/1999: processo administrativo no âmbito da administração pública federal.

NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO: 1. A evolução da Administração Pública e a reforma do Estado. 1.1. Convergências e diferenças entre a gestão pública e a gestão privada. 1.2. Excelência nos serviços públicos. 1.3. Excelência na gestão dos serviços públicos. 2. Gestão de Pessoas. 2.1. Conceitos e práticas de RH relativas ao servidor público. 2.2. Planejamento estratégico de RH. 2.3. Gestão de desempenho. 2.4. Comportamento, clima e cultura organizacional. 2.5. Gestão por competências e gestão do conhecimento. 2.6. Qualidade de vida no trabalho. 2.7. Características das organizações formais modernas: tipos de estrutura organizacional, natureza, finalidades e critérios de departamentalização. 2.8. Liderança, motivação e satisfação no trabalho. 2.9. Recrutamento e seleção de pessoas. 2.10. Análise e descrição de cargos. 3. Educação, treinamento e desenvolvimento. 3.1. Educação corporativa. 3.1.1. Educação à distância.

 

NOÇÕES DE ARQUIVOLOGIA: 1. Arquivística: princípios e conceitos. 2. Gestão de documentos. 2.1. Protocolo: recebimento, registro, distribuição, tramitação e expedição de documentos. 2.2. Classificação de documentos de arquivo. 2.3. Arquivamento e ordenação de documentos de arquivo. 2.4. Tabela de temporalidade de documentos de arquivo. 3. Acondicionamento e armazenamento de documentos de arquivo. 4. Preservação e conservação de documentos de arquivo.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 1. Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações. 2. Conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet. 3. Conceitos e modos de utilização de ferramentas e aplicativos de navegação de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca e pesquisa. 4. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e Intranet. 5. Conceitos de tecnologia de informação: sistemas de informações e conceitos básicos de Segurança da Informação.

LEGISLAÇÃO RELATIVA À PRF: 1. Art.144 da Constituição Federal – Perfil constitucional: funções institucionais. 2. Art. 20 da Lei nº 9.503/1997. 3. Decreto nº 1.655/1995. 4. Decreto nº 6.061/2007.

Informações do concurso
  • Concurso: Polícia Rodoviária Federal
  • Cargo: Agente Administrativo
  • Escolaridade: médio
  • Número de vagas: 1.500 (criação de vagas)
  • Remuneração: R$ 4.270,77
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
  • Link do último edital

 

 

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PRF e Cebraspe se reúnem para ajustes finais do edital do concurso

22 Oct 2018

O edital do concurso público para a Polícia Rodoviária Federal (PRF) está cada vez mais próximo. A comissão organizadora e o Cebraspe, a banca escolhida para comandar a seleção, estarão reunidas para definir os últimos detalhes do edital.

Ir para notícia

URGENTE! Concurso PRF: Cebraspe é oficializado como banca.

19 Oct 2018

O mistério chegou ao fim e finalmente o nome da banca organizadora do concurso PRF 2018 foi revelado.

Ir para notícia

Sem concurso, Ministério da Fazenda registra 2.346 aposentadorias

15 Oct 2018

Sem concurso em validade há mais de dois anos, o Ministério da Fazenda vem perdendo um expressivo número de servidores.

Ir para notícia

Concurso Auditor Fiscal do Trabalho 2018: Planejamento prevê espaço no orçamento.

09 Oct 2018

O Ministério do Trabalho e Emprego pretende divulgar a abertura de concurso(Concurso MTE) para o cargo de Auditor-Fiscal do Trabalho em breve.

Ir para notícia

Fique por Dentro

Receba em primeira mão informações do mundo dos concursos.